Alternativa ao crédito pessoal

alternativa-credito-pessoal

Todos nós sabemos que o crédito pessoal se trata de um crédito vasto e variado, sendo este um dos seus pontos fortes.

Dependendo do objetivo, o crédito pessoal pode destinar-se a variadas finalidades, como por exemplo, automóvel, férias e lazer, remodelações e decoração, entre outros.

Existem, por exemplo, algumas agências de viagem que já financiam as suas férias com 0% de juros, onde pode optar por pagar mensalmente em 5 a 12 vezes, sem outros encargos adicionais.

Para além destas opções, existem outras alternativas ao crédito pessoal, como por exemplo:

Cartão de crédito

O cartão de crédito permite-lhe efetuar pagamentos, proceder ao levantamento de numerário, adquirir bens ou serviços e dispõe deste tipo de crédito por um determinado prazo, dependendo do acordo entre si e a instituição financeira. Pode ir até um prazo de 50 dias de crédito, sem ter que pagar juros sobre o montante usado, exceto no caso de levantamento de numerário que acarreta sempre a chamada comissão de levantamento. Nesta alternativa ao crédito pessoal, existem ainda instituições que oferecem outras vantagens, como por exemplo, descontos em certos estabelecimentos, acumulação de pontos que depois o pode habilitar a um prémio, entre outros.

Se pretender alargar o prazo pré-concebido o pagamento do montante utilizado, saiba que essa alteração leva a aplicação de juros ou comissões.

Dependendo da instituição financeira e do contrato estabelecido, este está sempre associado a uma conta e a uma linha de crédito concedido pela entidade eminente.

É atribuído a cada cartão um limite máximo de crédito, designado de plafond.

Antecipação do imposto de renda (IRS)

Outra alternativa ao crédito pessoal é a antecipação do imposto de renda. Instituições financeiras têm à disposição do consumidor a possibilidade de adiantar o reembolso do IRS às famílias que necessitem desse montante antes da altura prevista. Sendo assim, o cliente usufrui da devolução de verbas, de forma antecipada, por parte do Estado. Está claro que, ao receber este montante a instituição financeira irá cobrar custos que podem variar de instituição para instituição.

Cheques pré-datados

O cheque tem como desvantagem o facto de os credores não serem obrigados a aceitar este método de pagamento, nem as instituições são obrigadas a emiti-los.

Embora ainda seja um meio de pagamento utilizado com alguma regularidade, este está a ser aos poucos substituído pelos meios de pagamento eletrónico. No entanto continua a ser uma alternativa ao crédito pessoal.

O cheque pré-datado é um cheque cuja data de emissão é posterior à data efetiva de acordo com o credor. Neste tipo de pagamento tenha em atenção que os credores podem apresentá-lo antes da data estabelecida e nestes casos, tenha em consideração a provisão atempada da conta. No caso de a conta não apresentar provisão o cheque será devolvido e está sujeito a ter dores de cabeça com o seu banco.

Apesar de estar a ficar em desuso, esta é uma alternativa ao crédito pessoal, acordado por ambas as partes e em que se compromete a pagar na data que estabeleceu no cheque.

Empréstimo a familiares ou amigos

Se optar por esta solução, de maneira a evitar chatices futuras, lembre-se de elaborar um relatório ou declaração sobre a transação e as condições nela acordadas. No momento da assinatura tenha presente, algumas testemunhas ou até mesmo um advogado, dependendo da situação em si, de maneira a expor todas as condições sobre a transação.

Pode achar que esta alternativa ao crédito pessoal seja a mais fácil, contudo se as coisas não ficarem bem claras desde o início, pode vir a comprometer relações amigáveis.

Conta – ordenado

Domiciliando o seu ordenado a uma conta, beneficia da vantagem da utilização de um montante, de até 100% o valor do seu ordenado, mesmo antes de este estar disponível. Tem à sua disposição assim um ordenado total, de o dobro do valor real.

A duplicação do valor do seu ordenado, geralmente está isento de juros e comissões, mas mais uma vez, depende das condições acordadas.

Uma alternativa ao crédito pessoal é o que procuramos para situações com um tempo de resolução curto.

Esta alternativa de crédito é bastante acessível a qualquer momento, sendo o reembolso feito através do vencimento em débito da conta, a sua utilização é simples e está protegido contra despesas imprevistas.

Micro crédito

Esta é uma alternativa ao crédito pessoal, virada para quem pensa em criar ou manter um negócio. É focada em quem pretenda desenvolver atividades a nível de auto – emprego. É uma alternativa mais complexa, uma vez que neste caso, tem que apresentar um projeto à instituição de maneira a que o crédito possa ser aceite.

A melhor alternativa ao crédito pessoal

Depois de uma breve análise, conclui-se que tanto o cartão de crédito como a conta – ordenado são duas alternativas que pode recorrer com facilidade e com rapidez. Contudo são duas alternativas a serem usadas num curto espaço de tempo, de um a dois meses, o que possibilita um maior controlo no seu orçamento familiar.

Se pretender estender o prazo de empréstimo terá que optar pelo cartão de crédito e sujeitar-se a comissões e juros mais elevados que um crédito pessoal.

Informação: Os dados apresentados neste texto têm como base informações obtidas até à data de publicação. A informação contida neste texto não dispensa a consulta do prospecto.

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com o uso de cookies. + info

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close