Desvantagens do Crédito Consolidado

desvantagens-credito-consolidado

Apesar deste ser um dos créditos mais requisitados neste momento em que o país se encontra numa crise constante, é importante saber quais as desvantagens do crédito consolidado, podendo assim definir estratégias futuras e escolher o melhor para as suas necessidades.

Na maioria das vezes a falta de informação é o motivo principal para uma má escolha, contudo o nosso objetivo é colmatar esse mesmo erro. Vamos assim mostrar e explicar quais as desvantagens do crédito consolidado de forma a conseguir aconselhar da melhor forma possível as famílias portuguesas a encontrar a melhor solução para o seu caso.

Quais as desvantagens do crédito consolidado

Apesar de todas as vantagens do crédito consolidado, existem outras desvantagens que merecem ser destacas para que os interessados possam fazer a sua escolha adequada às necessidades.

Mensalidade – apesar deste ser um dos fatores que leva as famílias a optar por um crédito consolidado para resolver parte dos seus problemas financeiros, diminuir drasticamente a mensalidade não é uma vantagem. Diminuir o valor a pagar mensalmente vai significar um prazo de pagamento bastante mais alargado, o que em alguns casos significa uma ligação quase eterna com a instituição financeira.

Facilidade de acesso – sendo este um dos créditos mais requisitados nos dias de hoje, a facilidade de acesso ao mesmo tornou-se uma das grandes desvantagens do crédito consolidado. Tendo em conta que em alguns casos a aquisição deste crédito será um compromisso para o resto da vida, é imperativo que a sua aquisição seja feita com moderação e a facilidade de acesso ao mesmo não facilita nada.

Dicas para ultrapassar as desvantagens do crédito consolidado

Apesar de ser algo que nunca é possível ultrapassar por completo, existem algumas dicas que pode seguir para conseguir dar a volta às desvantagens do crédito consolidado, desde que as faça com os objetivos em cima da mesa e a escolha seja a acertada.

A primeira coisa a ter em atenção é conseguir um bom equilíbrio entre a mensalidade a pagar e o prazo de pagamento. Para alguns é importante baixar ao máximo a mensalidade, mas aconselhamos sempre a encontrar um valor de ruptura, isto é, perceba qual o valor máximo que pode pagar sem afetar o seu orçamento familiar e reduza drasticamente o prazo de pagamento.

Outra dica, não menos importante, é analisar muito bem todas as cláusulas do contrato que assinar, leia as entrelinhas e as taxas a que estará sujeito, assim evita pagar algo sem o seu conhecimento.

Informação: Os dados apresentados neste texto têm como base informações obtidas até à data de publicação. A informação contida neste texto não dispensa a consulta do prospecto.

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com o uso de cookies. + info

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close