Dívidas no cartão de crédito – como evitar e superar

dividas-cartoes-credito

Numa sociedade caracterizada por uma cultura dominada pela necessidade de consumo desenfreado, as dívidas no cartão de crédito representam um problema que afeta negativamente uma elevada percentagem da população, contribuindo assim para um número cada vez maior de pessoas em situações de precariedade financeira.

Apesar de algumas das vantagens que poderão estar associadas à utilização de um cartão de crédito, a incapacidade que a maioria das pessoas revela de colocar um travão nas despesas efetuadas através do recurso aos seus cartões, dá origem a perigosos cenários de endividamento cumulativo, para os quais dificilmente se conseguirá encontrar uma resposta suficientemente satisfatória, e livre de sequelas de maior gravidade.

Compostos por taxas de juros extremamente elevadas, a utilização correta de cartões de crédito está dependente de um elevado nível de bom senso, pois caso contrário o seu utilizador estará sempre sujeito à contração de um número excessivo de dívidas no cartão de crédito, que poderão vir a revelar-se de difícil liquidação. Mais do que uma simples consciencialização referente aos perigos inerentes à utilização de um cartão de crédito, a prevenção de situações graves de endividamento está dependente de uma reeducação estratégica dos hábitos de consumo, sendo que, ao aprender a controlar tudo aquilo que gasta, conseguirá também controlar muitas das despesas que poderá vir a ter no futuro.

Aprenda a evitar dívidas nos cartões de crédito

Apesar de poucas serem as pessoas que realmente conseguem prevenir-se contra os malefícios associados às dívidas nos cartões de crédito, a verdade é que, com alguma disciplina e adopção de uma gestão organizada dos seus recursos financeiros, conseguirá facilmente levar uma vida extremamente satisfatória sem ter de comprometer a sua estabilidade financeira por causa da utilização inadequada dos seus cartões de crédito.

Antes de mais, é importante criar um plano orçamental que o ajude a administrar correctamente todo o seu dinheiro. Através de uma organização estratégica das suas finanças, conseguirá, com recurso a alguma criatividade, arranjar forma de poupar todos os meses uma determinada quantia de dinheiro, que a médio prazo contribuirá para fazer com que sinta cada vez menos necessidade de recorrer ao crédito. Determine quanto dinheiro pretende poupar mensalmente, e com base nessa informação, estabeleça um limite para as despesas a efectuar mensalmente, e esforce-se ao máximo para cumprir as metas estabelecidas por si mesmo. Ao fazê-lo, verá que dentro de alguns meses terá uma quantia suficientemente satisfatória para a criação de um fundo de poupança, eliminando assim os riscos de vir a contrair dívidas no cartão de crédito.

Outra dica extremamente importante é aprender a encarar o cartão de crédito como uma ferramenta de auxílio em situações de aperto extremo; situações em que seja indispensável ter acesso a uma quantia de dinheiro superior à que tem disponível na sua conta. Isto significa que jamais deverá dar uso ao cartão de crédito para o pagamento de despesas do dia-a-dia. Isso apenas o empurrará para uma situação financeira extremamente desconfortável, caracterizada pela acumulação de dívidas no cartão de crédito, da qual dificilmente se conseguirá livrar.

Supere as dívidas no cartão de crédito

Após a contração de um elevado número de dívidas no cartão de crédito, é necessário assumir a responsabilidade total pelos seus erros e tomar as medidas necessárias para a resolução do problema.

Interrompa a utilização do cartão de crédito

Para não agravar todos os riscos associados às dívidas no cartão de crédito, deverá procurar evitar ao máximo a utilização do mesmo. Pelo menos, enquanto a situação não estiver totalmente resolvida. A pior coisa que poderá fazer será continuar a utilizar o seu cartão de crédito enquanto tiver uma dívida às costas.

Renegocie as condições com o seu banco

Ao experienciar problemas no pagamento das suas dívidas no cartão de crédito, é importante dirigir-se à instituição financeira responsável pelo crédito e tentar discutir novas condições de pagamento e utilização do seu cartão, que o permitem liquidar as suas dívidas com maior facilidade. Muitos bancos compreenderão a sua situação, e tentarão encontrar uma solução que, não só facilite o pagamento das dívidas no cartão de crédito, como também o mantenha como cliente durante o máximo de tempo possível.

Pondere a consolidação dos créditos

No caso de possuir diversas dívidas, uma boa forma de baixar o valor das prestações poderá ser através da consolidação de todos os créditos. Apesar de esta dever ser encarada como uma alternativa de último recurso, não há dúvida de que o auxiliará imenso durante todo o processo de pagamento; especialmente se o seu rendimento se revelar abaixo do necessário para cobrir todas as prestações.

Todas estas dicas poderão auxiliar eficazmente na prevenção contra dívidas no cartão de crédito. No entanto, para que tal aconteça, é necessário segui-las regradamente, e nunca esquecer que delas poderá depender a qualidade do seu futuro.

Informação: Os dados apresentados neste texto têm como base informações obtidas até à data de publicação. A informação contida neste texto não dispensa a consulta do prospecto.

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com o uso de cookies. + info

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close