Taxa de juro TAN e TAE

taxa-juro-tan-tae

Quem já não recebeu na sua caixa de correio, propostas de instituições financeiras para a aquisição de um crédito? Ou nas grandes superfícies, cartazes com a informação a sugerirem o financiamento para aquele artigo que já desejava comprar?

Juntamente com essa informação e em letras mais pequenas, está a taxa de juro a aplicar, caso o crédito se concretize. São aplicadas à maioria dos tipos de crédito, a taxa de juro TAN e TAE.

O que é TAN?

A taxa anual nominal (TAN) serve de base para quando aplicada a um determinado capital, por um determinado período, produza um valor que se denomina por juro. Representa assim o preço do dinheiro, servindo de referência para determinar o seu custo.

É aplicada em todas as aplicações financeiras e deve estar presente em todos os contratos de crédito.

Na generalidade das vezes, neste tipo de taxa é utilizada a periodicidade anual.

O que é TAE?

A taxa anual efetiva (TAE) espelha a taxa de juro nominal contratada, a periodicidade de pagamentos e custos associados ao crédito, iniciais e mensais, à exceção dos seguros. A TAE pratica a mesma unidade de tempo que o período de capitalização, sendo assim considerada entre as taxas de juros, como a única medida de comparação rigorosa, que revela o custo efetivo de um crédito.

Este tipo de taxa é aplicada frequentemente ao crédito habitação.

Através da TAE foi criada a taxa anual efetiva global para créditos relacionados com o consumo.

O que é TAEG (taxa anual efetiva global)?

Para créditos como o crédito pessoal e crédito ao consumo, fixou-se a obrigatoriedade da aplicação da TAEG. Neste tipo de taxa estão incluídos todos os custos, até mesmo prémios de seguros exigíveis pelas instituições financeiras.

É um tipo de taxa existente somente em Portugal que contribui para a diminuição do endividamento, clarificando o consumidor na hora de realizar um credito pessoal e desmistificando publicidades enganosas.

Diferenças entre TAN e TAE

As diferenças entre as taxas de juro TAN e TAE são que, enquanto a TAN apenas se refere aos juros referentes ao montante em questão, a TAE envolve todas as despesas associadas ao crédito, iniciais e mensais. Visto não ser apenas sobre o valor que é emprestado pela instituição financeira que recai os juros, mas também sobre comissões e impostos.

Para comparações entre propostas de crédito, de maneira a optar pela melhor oferta, deve verificar sempre o valor da TAE e não da TAN. No entanto, os critérios de comparação também têm de ser semelhantes para a comparação ter fundamento, critérios esses como por exemplo: os montantes, os prazos e os indexantes têm de ser iguais.

Como conclusão, a taxa nominal é a base para o cálculo de juros sobre o montante original, a taxa efetiva engloba a nominal mais as despesas com os encargos envolventes num crédito e trata-se de uma ótima taxa de comparação de créditos. A taxa efetiva é aplicada no crédito habitação, tendo sido criada a taxa efetiva global para créditos ao consumo.

Na decisão de escolha de um crédito, não só o spread influencia a mensalidade de um crédito mas também a TAE, o que a torna numa das taxas mais importantes para a obtenção de uma mensalidade baixa.

Informação: Os dados apresentados neste texto têm como base informações obtidas até à data de publicação. A informação contida neste texto não dispensa a consulta do prospecto.

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com o uso de cookies. + info

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close