Tipos de aplicações financeiras

tipos-aplicacoes-financeiras

Uma aplicação financeira é a compra ou empréstimo de um ativo financeiro, com o objetivo de gerar um retorno financeiro, esperando não só recuperar o capital investido, como também um excedente derivado de títulos de juros, dividendos, entre outros.

Quais os tipos de aplicações financeiras:

  • CDB (certificado de depósitos bancários) – É um contrato que é feito com uma instituição financeira, em que um indivíduo ou empresa “empresta” o seu dinheiro por um período inicialmente definido e em contrapartida recebe o valor aplicado e a taxa de juros. É negociável antes do vencimento;
  • RDB (recibo de depósito bancário) – A diferença entre CDB e RDB é que o RDB é inegociável, intransferível e não tem liquidez. O regaste só é feito no vencimento;
  • CDI (certificado de depósito interbancário) – São títulos emitidos pelas instituições financeiras, idêntico a um CDB, mas a sua negociação é restrita ao mercado interbancário;
  • EFT (fundos de índices) – É um fundo de investimento em índice e as suas cotas são negociadas em bolsa da mesma maneira que as ações;
  • Plano de poupança/reforma – É das aplicações financeiras mais utilizadas embora a sua rentabilidade seja baixa. Costuma ser a médio ou longo prazo;
  • Ações – São títulos, emitidos por uma certa sociedade anónima, que representa uma fração do capital social da empresa emitente. As ações são conversíveis em dinheiro, em qualquer altura, pela negociação no mercado da bolsa;
  • Câmbio – É a possibilidade de obter rendibilidade, com a valorização de uma moeda face a outra, através de júris ou reserva de liquidez;
  • Imóveis – É uma opção segura, feita cada vez mais por pequenos investidores que apostam na valorização do mercado imobiliário, contudo é um investimento a longo prazo e seguro;

Caso seja mesmo a sua intenção investir, mesmo depois de ter feito uma pesquisa prévia é aconselhado obter sempre a opinião de um profissional. Informe-se sempre primeiro, esclareça qualquer dúvida até aquela que lhe parece ser “tola”. É o seu património que está em risco, invista com moderação. Proteja-se.

Informação: Os dados apresentados neste texto têm como base informações obtidas até à data de publicação. A informação contida neste texto não dispensa a consulta do prospecto.

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com o uso de cookies. + info

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close