Valor residual – saiba o valor real dos seus bens

valor-residual

Como todas as coisas do mundo, os bens materiais também se desgastam, isto significa que o seu funcionamento não é igual como no início da sua vida útil. Este facto origina que o seu valor também ele se desvalorize. Isto é, no fim da sua vida útil, quando nos pretendemos desfazer desse determinado bem, um potencial comprador pagaria apenas uma percentagem do valor por nós pago.

É do conhecimento geral que um bem material novo implica um maior gasto financeiro quando comparado a um bem já usado.

O que é o valor residual?

Em termos contabilísticos, tomamos como exemplo a aquisição de uma máquina no seu inicio de vida.

Estipulando que o tempo médio de vida útil da máquina será de 10 anos, o seu valor residual, será o valor esperado na venda da mesma depois de 10 anos.

Em termos financeiros, tomamos como exemplo a aquisição de um crédito automóvel.

Como condição de financiamento podemos optar pelo valor residual a pagar no final do contrato, geralmente apresentado em percentagem. A quantia a ser paga é negociável e ajustada no inicio do contrato e o seu tempo limite é estipulado por ambas as partes.

Tipos de valor residual

Podemos encontrar dois tipos de valor residual, o valor residual garantido e o valor residual não garantido.

Valor residual garantido

Valor residual garantido corresponde a uma garantia, a favor do banco ou da empresa credora, caso o cliente opte pela não compra do bem e, neste caso, o imóvel será leiloado, vendido para a melhor oferta, sem avaliação e sem preço mínimo. Ou seja o valor residual garantido implica o lucro e extingue um possível risco para o negócio.

Esta operação exige a entrada de um determinado montante.

Valor residual não garantido

Valor residual não garantido corresponde a parte do valor residual do bem, cuja realização não está assegurada ou está unicamente garantida pela parte correspondente do banco ou instituição financeira.

Como pagar o valor residual

A opção de pagamento vai depender do cliente, este pode optar por duas formas de pagamento: o cliente paga em conjunto com as prestações ou pode optar por liquidar o valor no final do contrato.

Importa referir que numa situação de leasing o cliente não pode vender o bem, pois este fica em nome da instituição bancária ou credora.

Finalidade

O valor residual tem como objetivo reduzir o valor das prestações mensais, no entanto, no final do contrato o cliente terá que pagar um valor maior.

Onde se aplica

Este valor é aplicado em diversos créditos mas são mais utilizados e visíveis no crédito habitação, no crédito automóvel, leasing, ALD e no renting.

Informação: Os dados apresentados neste texto têm como base informações obtidas até à data de publicação. A informação contida neste texto não dispensa a consulta do prospecto.

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com o uso de cookies. + info

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close